Nos anos 2000, houve uma explosão de vodkas de diversas marcas compondo os drinks dos bartenders, todas com defesas de tirar o fôlego, sempre oferecendo a mais pura, refinada e o destilado mais luxuoso do mundo. Mas qual seria o grande diferencial dessas marcas? Boas campanhas de campanhas de marketing?

Foi pensando nessa diferenciação, que numa fazenda de ovelhas na Tasmânia, Grandvewe, Ryan Hartshorn da Destilaria Hartshorn criou um novo destilado: a vodka Sheep Whey. Pode ser facilmente o líquido mais estranho e emocionante a se encontrar no bar ultimamente. O soro de leite descartado do processo de fabricação do queijo passa por duas fermentações complexas antes de ser destilado.

Sheep Whey Vodka_Bendita Vodka
Sheep Whey Vodka_Bendita Vodka

Angus Burton da Spirit People afirma: “Em seu próprio país, você pode esperar encontrar frutas e baunilha-caramelo, aromas e sabores tropicais, mas o destaque é a pura e cremosa textura do destilado. Este não é um licor que precisa ser apreciado puro, nem afogado em um suco. Sugerimos servir com gelo em uma taça de Martini elegante com umas raspas de limão. Esta vodka não precisa ser sujada com nada”.

A grande sacada do produto é como ele desafia o preconceito no mercado de vodkas. A Sheep Whey Vodka de Hartshorn é produzida em lotes de 15 garrafas. E devido à natureza mutável do pasto das ovelhas, a temperatura ambiente na destilaria e como ela envelhece na garrafa (sim, ele envelhece na garrafa) que você está bebendo algo diferente de cada vez.

Não vai comprar a sua?  :)

Grandvewe.

Post anterior

Drinks Moleculares - Shot

Próximo post

Vodka Absolut Electrik - viva noites extraordinárias

Não há comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>